Doce inocência

Caiu o primeiro dentinho de leite do caçula de cinco anos. Foi engraçada sua reação quando descobriu que estava mole há duas semanas atrás. Ficou segurando na boca com a mãozinha e deixou de tagarelar por alguns minutos. Depois esqueceu e continuou sua rotina de brincadeiras de lego-dicoverykids-DVD-internet, não necessariamente nessa ordem. E como sempre acontece, um esbarrão da mãe ontem à noite ao enxugar seu rosto depois daquela escovada, fez o dentinho voar da boca do pequeno. Era tão minúsculo que foi difícil encontrá-lo. Eu que já estava de pijama-indo-pra-cama dei meia-volta, desci e fui providenciar a “moeda de ouro” para deixar a disposição da fadinha dos dentes, enquanto ele colocava o dentinho embaixo do travesseiro.

Demorei uns 15 minutos lustrando (na lavanderia) uma moeda (1 cruzeiro de 1945) até ficar bem produzida. Enquanto empastelava meus dedos com uma pasta de cheiro forte, lembrei das outras quatro vezes (dois filhos x duas moedas cada) anteriores que fiz isso. Quando subi, o rapazinho já dormia em sua cama e fiz a troca. Que bom. A fada-de-bigode pôde ir dormir sossegada.

Pela manhã, muito sonolento ele não deu tanta bola assim e acho que a fada não ficou tão desapontada assim, afinal estamos no século XXI, e,  ao caminho da escola, meio sonolento, fez a tão esperada pergunta inocente: “o que posso comprar com a moeda que a fadinha deixou?”. Hã?, pasmei. Depois de explicar toda a magia da primera moeda de ouro, blá, blá e blá,  ele parece que recuperou sua doce inocência e disse: “tá bom, vou guardá-la com carinho então!”. Ufa!

Anúncios

2 comentários

  1. Agnaldo Chagas

    Peter, em primeiro lugar gostaria de agradecer por ter montado um blog porque assim temos acesso anytime às suas idéias, crônicas e pontos de vista. Ganha quem o lê. Por fim, perceber a satisfação que dá um pai dedicado a fantasia de seus filhos. Numa época em que quase ninguém quer ter ou acha que não tem tempo para seus filhos e os prefere serem crescidos no ritmo da televisão, sua atitude é um revigorante exemplo. Um abraço,

  2. Peter, interessante como nos transformamos todos os dias em heróis, fadas, seja o que for, para simplesmente vê-los felizes.
    Tenho duas princesas que me surpreendem a cada instante e tenho aprendido muito com elas. As crianças são um grande presente de Deus e merecem toda nossa atenção. Parabéns.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: