Vender sempre. Atender, jamais?!

Os turistas que visitam os destinos também são compradores em potencial. Alertá-los que existem lojas que agem com descaso e má fé é nosso dever.

Existem empresas que se preocupam em vender muito bem. Investem em publicidade anunciando cadeiras giratórias. A loja em questão fez campanhas duradouras na revista Veja em São Paulo e em alguns jornais. Uma dessas lojas, e eu vou citar o nome – Casa da Prateleira – comercializou muitas dessas cadeiras no segundo semestre de 2006. Aquele que vos escreve foi um dos que adquiriu uma delas. E o que me fez comprar foi o nome da loja, que me pareceu séria e que está no ramo há um bom tempo.

Fui informado que a mercadoria era importada da China e que assim que ela chegasse me avisariam para ir retirá-la na loja. A montagem deveria ser por minha conta. OK. Dentro do prazo, me ligaram e fui retirar o produto. Montei a minha nova cadeira e começei a usá-la feliz da vida. Passados exatos 46 dias o braço esquerdo quebrou – o braço, nesse caso, é a peça que une o assento ao encosto. Levei a cadeira até a loja e informei do problema. A gerente Daniele fez pouco caso e só me atendeu depois que informei que havia comprado a cadeira havia menos de dois meses. Pedi para que trocassem a cadeira por outra com braços de ferro – eu pagaria pela diferença. Não fui atendido. Alguns dias depois, fui retirar a cadeira com a peça trocada. Avisei que o problema iria se repetir. E foi o que aconteceu.

No começo deste mês de fevereiro de 2008, a mesma peça quebrou – e olha que nesse período emagreci mais de 10 quilos. Lá fui eu de novo. Qual foi minha surpresa quando a vendedora Angela me disse que a Casa da Prateleira – por que eu fui comprar uma cadeira numa casa de prateleiras, eu não sei! – não importava mais esse tipo de produto porque tiveram muitas reclamações. Anotou a minha e disse que eu deveria ligar para a gerente Daniele que agora atendia na loja do Morumbi. Bom, para resumir a história: eles não podem fazer nada. Acabei de desligar o telefone. Conversei com a Daniele, que me sugeriu fazer uma reclamação via site. Ainda existem empresas que trabalham com a filsofia ganha-perde. Eles ganham sempre, e nós, consumidores… Fui. Pro Procon. 

Anúncios

1 Comentário

  1. Roberto Junqueira Jr.

    Peter tudo bem?

    Conhece o site reclameaqui.com.br?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: