Turistas em trânsito

Vejo turistas em trânsito o tempo todo. E não é no aeroporto. A expressão “em trânsito” se refere aos viajantes que esperam por conexão. Me refiro, infelizmente, aos turistas que chegam em São Paulo, cidade onde nasci, cresci e vivo atualmente – se tiver que mudar, quero morar na Nascimento Silva, em Ipanema, preferencialmente em frente ao número 107, onde residiu o mestre Tom. Sim, vejo turistas dentro de automóveis dentro de engarrafamentos caóticos na marginal Tietê ou Pinheiros. Vejo turistas presos no caos do trânsito que se agrava a cada dia nos Jardins, no Itaim, no Brooklin, em Pinheiros, Moema, Campo Belo e em outros belos bairros da maior cidade da América do Sul.

Afinal, qual é a solução do trânsito? Pedágios urbanos, dizem uns. Mais um dia de rodízio, sugerem outros. A minha primeira sugestão é que coloquem engenheiros de verdade na Companhia de Engenharia de Tráfego (CET). A segunda, é que os recursos arrecadados com as multas permaneçam no CET e que não sejam mais enviadas para Brasília. A terceira é que parem de construir conjuntos habitacionais em ruas que não podem suportar mais um carrinho de rolemã. Imagino quando três enormes torres que estão sendo finalizadas aqui perto da minha casa no Brooklin sejam entregues. Serão cerca de 500 novos automóveis circulando na mesma rua que existe há mais 50 anos. Será que a prefeitura não enxerga isso? Acredito que ela vê apenas os mais IPTUs que serão recolhidos.

No mês que vem deverá ser inaugurado a ponte que estão chamando de novo cartão postal da cidade, também no Brooklin. Com certeza não irá resolver nada no fluxo dos automóveis que cruzam o rio. Nossos governantes não têm visão do futuro. Se a prefeita Erundina, ao invés de tapar os túneis que o Jânio Quadros fez, tivesse pensado em estender o Metrô (saindo da estação Paraíso, pela 23 de Maio e entrando direto no túnel e saindo na marginal de Pinheiros e fazendo a ligação com o trem espanhol, teríamos o subway no Itaim. Por que não fazem uma linha da estação Vila Madalena até a estação Cidade Universitária? Por que não interligam a estação Consolação à Santa Cecília? Quantos quilômetros são de distância? Dois, três, quatro no máximo? O cidadão que trabalha na Paulista e mora na Zona Leste atualmente precisa fazer duas trocas de trem para seguir ao seu destino. Ninguém faz nada, ninguém reclama. Vamos tomar uma atitude? Quem se habilita?

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: