Israel no Brasil?!

É muito comum as pessoas perguntarem qual é a nossa ascendência. Eu sempre brinco, depois que respondo que tenho sangue armênio, italiano, tcheco, iuguslavo (ou será servo e montenegro) e russo, que minha carroça de cigano está parada lá fora. Minha saudosa vó Rosa, mãe de meu pai, dizia também que algum antepassado nosso foi  judeu… Isso sem contar as outras encadernações vividas, hindú? Japonês? Árabe?

A maior parte de minha família é de origem armênia e desde que sou gente lembro do questionamento e revolta sobre o genocídio que houve entre 1915 e 1917 quando mais de 1,5 milhão de armênios foram mortos. 30 anos depois foi a vez do povo judeu que perdeu também futuros gênios do segmento artístico, hoje tão bem representados por seus descendentes.

Nunca bati no peito e disse que era armênio ou isso ou aquilo. Sempre me considerei um cidadão do mundo e sempre amei a Terra e a todos que habitam esse planeta, que há alguns anos atrás foi mais azul.

É verdade que tenho orgulho de ter escolhido o Brasil para viver a minha atual jornada. Aqueles que me conhecem com mais intimidade sabem da minha filosofia de vida. Quando me perguntam qual é minha religião, respondo: tento ser espiritualista. E todo espiritualista que conheço sempre fala do ser maior, pensa no macro e não no micro. Pensa na existência cósmica e no eterno.

Outro atributo que acredito ser comum na classificação de cada um que permeia o amor entre todos é que existe um respeito muito grande pelo “tempo” de cada um. Não saio por aí querendo que todos que conheço ou passo a conhecer devam pensar como eu. Acreditamos plenamente no livre arbítrio de cada um e o que no fundo desejamos, de verdade, é a felicidade de todos. Nem quero que pensem que sou um santo e perfeito. Se fosse, com certeza estaria em outra esfera planetária ou molecular tentando evoluir mais um pouco. É, caro leitor, o aprendizado nunca cessa até nos unificarmos novamente ao grande criador. Mas, essa é outra história… que também não sei direito.

Tudo isso para dizer que se eu fosse o presidente do Brasil, convidaria o povo judeu para vir para cá. Entraria num acordo com os estados e criaria o estado de Israel no litoral do nordeste. Daria a mesma área que eles (tentam) possuir e diria: venham para essa terra, coberta de boa energia, onde tudo e mais um pouco nasce, se plantando. Parem de guerrear, de ver seus filhos perderem a esperança de ver o mar azul. Venham para cá israelenses e construam um novo país! Deixem de lado as tradições e vivam para uma nova fase que se implantará em vossos corações!

Na verdade, na mais pura verdade, lá dentro do meu coração o que eu quero, assim como milhões de pessoas, é que os irmãos palestinos, árabes, iranianos, judeus, sírios, tibetanos, hindus, chineses, vietnamitas, armênios, turcos, iraquianos, norte-americanos, alemães, ingleses, franceses, nigerianos, angolanos, sérvios, cristãos, protestantes, muçulmanos, budistas,  e outros istas e manos deem as mãos, se abraçem e vivam felizes, unidos em prol de todos! Juntos!

Utópico? Sonhador? Louco? Me chame do que quiser, mas não se esqueça da vontade daquele que nos criou e daquele do qual todos nós fazemos parte. Ou vocês não conhecem a história da onde saiu Abraão? Boa semana para todos nesse ano que se inicia! AMOR = PAZ = SAÚDE = PROSPERIDADE

Advertisements

7 comentários

  1. Sic Gabrielovich

    Prezado Peter,

    Eu não escrevo tão bem como o Senhor, assim perdoe os erros de escrita. Como você também eu decidi morar neste pais, onde cheguei faz 8 anos.
    Sou Judeo -graças a D’us- e por nada deste mundo deixaria as minhas tradições para tras. Uma das primeiras coisas que aprendemos ainda criança – Ani Maanim = Eu creio…), é o respeito pelas nossas tradições judaicas. A última que lembramos antes de deixar este mundo “azul” e pura tradição judaica – Shemá Israel Hashem Elokeinu, Hashem Ehad = Escuta Israel (todo o povo) D’us e Eterno, D’us e Um…..E foi assim desde os tempos de Abraham Avinu, a pesar de seu origem ser Padam Aram.

    Lembro da intenção de estabelecer o Am Israel na Russia, outros desejaram nos instalar no sul de Chile, outros em Alaska e assim por diante. E seria muito bom, BOM DEMAIS, termos um chão no nordeste do Brasil….olha mesmo, o lugar onde os primeiro judeos expulsos da Espanha chegaram a 500 anos atras e ajudaram a criar os cimentos deste lindo e grande pais.

    Mas com tudo Amigo Peter, nosso lugar é aquela terra mesmo, chamamos de Eretz Israel, terra que emana leite e mel, terra “abençoada” por D’us porem não sabemos quando teremos a tão sonhada PAZ para todos nos….. é esse lugar pelo qual choramos a mais de 2000 anos. É para aquela terra que nos viramos para orar, é por aquela terra que sofremos, é por ela que sorimos. É por ela que todos os dias pedimos para o Mashiaj vir pronto ainda em nossos dias, para nos juntar dos 4 cantos do mundo.

    Fazo meus os seus desejos de PAZ para todos neste planeta AZUL, que D’us criou para viver nele todos como irmãos….

    Grato,
    Sic

    • blogdopeter

      Prezado Sic, agradeço pelo seu e-mail, comentários e elucidações. Vamos em frente pois com os desejos fraternos em comum um dia poderemos vê-los realizados! Um grande abraço

  2. Caro Peter,
    Primeiro te parabenizo pelo exposição clara, honesta, corajosa e sincera.
    O tema é polêmico e merece ser tratado com cuidado e respeito. Respeito a tadas vidas perdidas e a tantas e profundas dores deixadas nos sobreviventes.
    Como descendente do povo judeu sempre terei uma posição pró-israel e pró-judaica. Porém acho que a situação exige uma percepção mais ampla.
    Vejo que muitas outras coisas estão em jogo e que essa Guerra vai além da proteção de Israel ao seu povo e seu território.
    Muitos interesses e grandes negócios internacionais terão reflexos com essa Guerra. Vivemos uma crise série e profunda, além das alterações políticas especialmente nos EUA.
    Nunca é demais lembrar que o povo palestino tem sido joguete de interesses maiores e alimentado com ódio e armas que não lhes são próprios.
    Oremos para que tanto ódio tão arraigado possa se transformar na necessária tolerância e convivência pacífica.
    Na prática, precisaremos de longos anos para construirmos harmonia entre os povos.
    Os terroristas usam a população civil como escudos humanos, mas é possível que hajam abusos de nossos soldados. Porém é cristalino que Israel, enquanto Estado, não quer nem deseja matar pessoas apenas por não serem seus irmãos consanguineos.
    A recíproca não é verdadeira.
    Israel não abrirá mão de proteger seu povo e seu território. Nem deve fazer isso. Nossos antepassados foram submetidos a coisas que não podemos mais aceitar.
    Porém temos que oferecer propostas concretas para a construção de um caminho de paz. Eu só consigo visualizar a coexistência de todos os povos em qualquer parte do mundo.
    Para tanto todos precisamos evoluir.
    Que Deus ilumine e proteja a todos!

    • blogdopeter

      Prezado Ariel, grato por comentar o post. Entendo e respeito a posição tua e de outros patrícios, porém, mentalizo que para galgarmos algo superior precisamos algumas vezes deixar o passado para trás. Esta é a lei da evolução. Mas, como disse, respeito a posição e opinião de cada um. E verdadareimente torço para a que a paz chegue logo.
      Concordo com os teus pontos de vista sobre os interesses na guerra por outras sociedades. Afinal, armas são fabricadas para serem vendidas, certo? Assim como estradas esburacadas promovem a troca de amortecedores e outras peças da suespensão de milhares de caminhões e automóveis, não?
      Como já disse também: enquanto a maioria dos habitantes pensarem somente na grana, a evolução não virá!
      Grande abraço!

  3. Karina

    Ei, Peter!
    Concordo plenamente com vc.
    Sem apegos, com amor e perdoando sempre. Brigar por um pedaço de terra é diminuir o valor da terra. A meu ver, é desrespeitá-la. É querer justificar a guerra através do uso de palavras como “amor”. Amor mata? Amor joga pedra? Amor bombardeia?
    Enquanto pessoas e povos se acharem donos da verdade (em qualquer parte do mundo que seja), o mundo infelizmente vai continuar a tristeza que está. Precisamos abrir mão de nosso mundinho pessoal, do nosso egoísmo e egocentrismo e nos abrir para o macro mesmo, como vc falou. Isso gera amor incondicional, creio. O verdadeiro amor – que perdoa, contemporiza, liberta a alma.
    É fácil? Não.
    Mas já está na hora de a humanidade acordar e enxergar a vida com olhos mais espirituais do que micro-materiais.
    bjos

    • blogdopeter

      Oi Karina! Você também está certa, mas precisamos aprender a respeitar o tempo de cada um. Isso também faz parte da evolução de todos. O mais importante é respeitar para poder ser respeitado. Tenho certeza que um dia chegaremos lá! Talvez todos ou somente alguns, mas isso é com o nosso gerente que responde ao presidente interplanetário… Bjs

  4. Almeida Lopes

    Shalom, Peter!
    Você parece gostar da paz. Que maravilha! mas veja bem, que desde que o mundo é mundo, nós só temos visto as coisas piorarem nos relacionamentos humanos. Títulos de doutorado não impedem ninguém de ser um exterminador. Tanto que, eles foram os idealizadores e executores, do holocausto. E o extermínio continua. Haviam milhões de índios aqui na época do descobrimento. Aonde eles foram parar? a esmagadora maioria dessas nações, não existe mais. Nâo é tão falado como o holocausto…são formas mais sutis de extermínio. Aí é que está: em grande escala, ela vem hoje, de forma sutil, pregando a paz! obviamente, uma falsa paz. Quem adota políticas para promover o aborto, que compromisso tem com a vida? as pessoas não param para pensar nisso não? estão tão cegas que aceitam que se chame esse EXTERMÍNIO de “políticas públicas”?”saúde pública”? saúde não da criancinha morta, obviamente. E chamam EXTERMÍNIO, ASSASSINATO de embriões humanos, de “pesquisa”. Então, essa geração anestesiada, confunde merda com maravilha. Mas essas coisas, estão preditas num livro que não é igual a nenhum outro livro, que é a Bíblia Sagrada. Este mundo, ele irá de mau a pior, até o mau atingir sua extensão máxima. Assim, as pessoas que o escolheram, terão sobre si mesmas, as consequências do caminho que escolheram. Não há como fugir dessa Lei da Semeadura: o que o homem semear, isso ceifará (está lá no livro dos Salmos). A importância de Israel nisso tudo, é imensa. A tentativa de extermínio dos hebreus é antiga. O que aconteceria se não tivessem saído do Egito? teriam sido de todo exterminados. FAraó já estava praticando o extermínio do menores de dois anos de idade, época em que nasceu Moisés. Mas Deus, com mão forte e braço extendido, levou esse povo para um lugar que Ele escolheu, que hoje, se chama Israel – Israel, um homem que fez um pacto com Deus e Deus com ele! um homem trabalhador, que tambem rompeu com a escravidão imposta por seu sogro Labão. Deus, em suma, quer nos libertar da escravidão de satanás. Deus não escraviza ninguém, Ele liberta! Desse povo, viria o Salvador do Mundo, Jesus Cristo, não só para os judeus, mas para toda a humanidade. As profecias diziam que Ele seria moído (Isaías 53), dilarecado, crucificado, por causa dos nossos pecados; faria o bem, mas seria rejeitado pelos maiorais invejosos. Esse que foi rejeitado, tornou-se a figura principal da humanidade, sendo a história humana, dividida em antes e depois dEle! porque Ele é em verdade, o Filho de Deus! quando o ser humano rejeita a imagem e semelhança de Deus, ele se torna a imagem de satanás, uma besta animalizada e capaz de atrocidades indescritíveis. Esse é o ser humano sem Deus. Ele fará barbaridades, dando nomes “científicos” para ela. Sua inteligência embotada, é o jeito de pensar do inferno, não do céu. Portanto, toda pessoa que fala de paz, mas não tem compromisso com Deus, não tem os valores da paz. É uma falsa paz! a Bíblia nos diz que um dia, e não está tão longe, pelos sinais em Mateus capítulo 24, Deus estabelecerá o Seu trono para a justiça em toda a terra. E isso será em Israel! Por que? porque Ele quis assim! Ele é o Rei do Universo! Ele faz tudo o que quiser, como quiser! a justiça humana já mostrou desde milhares de anos, que não é justiça. Deus mesmo virá estabelecer a Sua lei, lei plantada em nossos corações! não é uma coisa escravizadora, mas libertadora! a explicação para se querer a eliminação de Israel, não tem origem na mente humana, mas na de satanás, induzindo os homems que rejeitam a Deus, a executarem seus planosm escuros, fétidos, malignos, escabrosos e com uma aparência de iluminação, de PAZ. Cuidado com essa paz! é a paz daqueles que gostam da morte, não da vida; ou seja: não é paz coisa nenhuma. A paz será estabelecida no mundo todo, e de Israel virá a Lei, e já não haverá mais nenhum mal, no reino eterno do Principe da Paz. A natureza não será mais essa, que geme e se contorce vomitando as maldades do ser humano. Pelo poder dAquele que cria, do Criador e Rei do universo, a paz será completa, será na natureza também. O leão comerá palha como o boi: está descrito lá em Isaías. Haverá novos céus e nova terra, porque essas coisas de hoje, lágrimas e luto e doenças de toda sorte, e maldade de toda sorte…nada disso, terá entrada nesse lugar. Eu fico com a Palavra de Deus, que até hoje, nunca foi encontrado nela nada infiel. ” Porque Deus amou ao mundo de tal maneira, que deu o Seu Filho unigênito, para que todo aquele que nEle crê não pereça, mas tenha a VIDA ETERNA. É isso aí! Pode crer: Israel ficará em sua própria terra para sempre, porque o Eterno, o Dono de toda a Terra, deu essa terra a Israel como herança perpétua. Por seus pecados, foram vomitados de lá, mas o Eterno disse que os purificaria, e os traria de volta. Isso aconteceu em 1948: o mundo viu a volta de Israel. E é para sempre. Essa volta significa, que Deus está cumprindo aceleradamente, cada pingo de i da Sua Palavra. De lá, virá a paz, mas não é promessa humana, não será Obama, não será mortal nenhum: será o próprio Deus, Ele mesmo, quem virá dar jeito no mundo. Fará bem, quem crer nEle, e não naqueles mortais que acham que são iguais a Ele, mas serão somente pó. Não. A paz que virá, será eterna, e não mais existirá o nome daqueles que rejeitam a Deus, o Rei da Paz. Jerusalém não chama Jerusalém por acaso! Ela será de fato, a cidade da paz.

    Abraço para você! e SHALOM!
    Vivian

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: