Alô, alô… O Senhor pode me atender?

Trim trim… Trim trim… Trim Trim… Trim…
– Alô?
– Mestre, é o senhor?
– Já falei para não me chamar de mestre, nem de senhor!
– Desculpe… Pai?
– Prefiro que me chame pelo nome.
– Deus!
– Assim é melhor Pedro, o que posso fazer por você?
– Estou um pouco preocupado com algumas ações do irmãos terráqueos.
– De novo? O que eles estão aprontando agora?
– Nada muito grave, mas minha preocupação é que poucos, ainda, entenderam o real significado da vida, da verdadeira razão deles estarem lá.
– Bom, esta situação se encontra assim há milhares de anos, porém estamos quase atingindo nossos objetivos. O último chamado já foi feito…
– É isso mesmo que está me preocupando, poucos aderiram a ele.
– O que podemos fazer? Esta é uma reação do livre-arbítrio ofertado para eles.
– Pois é, eu votei contra o livre-arbítrio quando estávamos planejando a expansão.
– Pedro, já discutimos isto milhões de vezes nos últimos tempos! Não adianta chorar sobre a nuvem acinzentada. Somos democráticos e a escolha foi feita, aliás você foi o único que votou contra, hahaha… Perdão… Pedrão! Hahaha
– Vejo que estás bem humorado hoje Deus!
– Estou assim desde que entramos nesta nova fase!
– Como assim?
– Ora, estamos chegando perto da virada, do momento que poderemos expandir nossas ações para outras esferas…
– Desculpe Deus mas eu estava ausente na reunião e a ata ainda não foi entregue.
– Eu sei, você estava auxiliando naquela redenção da Ásia.
– Mas, o que vamos fazer com essa situação toda?
– Seguir os planos, a evolução de alguns irá atrasar… Mas conseguiremos atingir os objetivos!
– Puxa, seria bom se pudéssemos todos estar mais unidos, vivendo em paz, harmonia…
– Enquanto o ser humano não abdicar de sua vaidade e ego, não conseguirá evoluir.
– Malditas… Perdão Deus, digo infotúnios elementos nocivos aos trâmites da altíssima trindade! Será que em milhares de anos não conseguiram passar por isso? Precisam continuar a medir o tamanho de seus “poderes” por meio de valores apenas materiais? Será que não podemos…
– Desculpa Pedro mas a família está chamando para me unir com ela, podemos conversar depois?
– Certamente Deus, me perdoe por ter ligado hoje, ainda mais no domingo!
– Fique comigo Pedro, um abraço!

Depois que desligam, Deus pensa: puxa, esse Pedro é um tanto negativo, precisa fazer uma reciclagem urgente, mas não o culpo, os seres do planetinha azul dão um trabalho danado…
E na cabeça de Pedro: puxa, não consigo finalizar as conversas com ele, sempre que a coisa começa a pegar ele tenta mudar de assunto, mas não o culpo, os seres deste Universo dão um trabalho danado, acho que ele precisa de umas férias num resort de outra galáxia!

Anúncios

1 Comentário

  1. Caro Peter,
    Quero agradecer o privilegio da sua alegre companhia durante a viagem à Paraiba. Li seu blog e me identifiquei com alguns ítens.
    E gostaria de deixar aqui um pensamento que ouvi recentente de um amigo, sobre o tema “Não diga sim quando quer dizer não”.

    É um exercicio simples, basta responder:

    – Voce iria a um restaurante caro, com qualidade questionavel, com filas para ser atendido ?
    – Voce iria a um restaurante cuja pessoa que te serve a comida, também recebe o pagamento e lhe dá o troco ?
    – Voce iria a um restaurante cuja faxineira passeia com um rodo fedorento enquanto voce come ?
    – Voce iria a um restaurante onde, ao final da refeição, voce mesmo tivesse que limpar a mesa ?

    Não iria, não é mesmo ?

    Ah, desculpe perguntar: Voce ja foi ao Mc Donalds ???

    ///////
    Grande abraço meu amigo!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: