Argentinos, corintianos e outros times

Mais uma viagem à Argentina, desta vez para conhecer Mendoza, uma das duas capitais do vinho da América do Sul – a outra é Santiago, no Chile, que também produz excelentes rótulos. Fantástica a região, de uma beleza natural indescritível, com a cordilheira e suas montanhas com neve permanente, o clima árido, vinhedos mil, assim como a variedade de pedras para nenhum colecionador botar defeito. Aliás, tem uma bodega lá que produz a marca Mil Piedras e só andando pelo deserto para entendermos a razão deste nome.

Bom, escrevo hoje, com atraso de um dia, para mencionar as richas entre os brasileiros e argentinos, torcedores de times versus corintianos e outras babaquices entre os seres humanos. Todas as vezes que estive no país dos hermanos não senti nenhum tipo de richa, é óbvio que existe uma certa “inveja” por parte deles em relação as nossas pentaconquistas, mas isso é normal. Sinto mais ação do nosso lado do que da parte deles. Sempre fui muito bem recebido na Argentina e meu objetivo sempre será o de unificar os destinos e promover o que há de melhor entre os dois países, o resultado será sempre benéfico para todos. O fato é que os turistas oriundos de terras mais distantes programam conhecer Buenos Aires e Rio de Janeiro na mesma viagem, por isso as duas cidades deveriam criar um elo turístico mais forte.

Falando de richas, ontem estivemos na deliciosa confraternização para comemorar os 70 anos da querida Asnif. Numa das rodas de conversa entre primos, um dos temas era futebol, que o Santos isso, que o São Paulo aquilo, bláblábliblábláblá, que o Corinthians tem que perder, até que o Jacó, que torce para o Santos, soltou essa pra mim:
– Às vezes fico mais satisfeito quando o Corinthians perde do que o Santos ganha!
– Você deve estar brincando, retruquei.
– Que nada, detesto o Corinthians e quero que eles percam sempre.
Corinthians isso, corinthians aquilo, falei pra ele:
– Você me faz lembrar as pessoas que fazem piadas sobre os homosexuais.
– Por quê?
– Porque tem gente que diz que odeia os gays e sempre fica falando deles. Na minha opinião eles têm o desejo escondido por essa preferência sexual e têm medo. Você é a mesma coisa, acho que você deveria ser corintiano.

O negócio é entrar no clima e fazer piada da piada que fazem conosco. Sou sanpaulino e sempre que os manés vêm dizer que somos bibas digo o seguinte:
– Não falem mal do São Paulo, porque nosso estádio é uma atração turística, em Buenos Aires tem a bomboneira e em Sampa, a bambineira!

Entre bambis, corintianos, palmeirenses, santistas, sanpaulinos e argentinos, todos têm algo em comum, somos todos feitos da mesma célula e todos estamos no mesmo planeta. O ideal seria falar sempre de assuntos produtivos, culturais e econômicos, pois assim poderíamos avançar, evoluir. Nenhum time de futebol paga nossas contas, certo? Boa semana para todos! Aho!

Advertisements
  • Posted in: 1

3 comentários

  1. – Não falem mal do São Paulo, porque nosso estádio é uma atração turística, em Buenos Aires tem a bomboneira e em Sampa, a bambineira…

    rs… Muito boa!!

  2. claudia

    Ola Peter…Adorei…Tb acho que o Jaco quer ser corinthiano.

    Bjss

  3. robert

    Ola Peter!
    Com certeza pouco se fala sobre valores, afinal evoluir traz responsabilidades…..e quem deseja isso? A maioria prefere a avestruz como guia neste mundo, pois ela tem resposta para todos os problemas.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: