O jogo de interesses não faz a ficha cair

O jargão “cair a ficha” está dasatualizado, afinal não se utilizam mais as pecinhas de metal redondas e frisadas nas cabines telefônicas orelhudas – aliás, alguém ainda usa os orelhões nesse país onde existem mais aparelhos celulares do que habitantes?

OK, o assunto deste post não é telefonia e sim do jogo de interesses que ainda continua visível nos diversos âmbitos politico econômicos desta e de outras nações deste planetinha azul.

Foi no século XIX, que o pseudo-desenvolvimento se iniciou, primeiro o motor a vapor, em seguida a óleo, gasolina, diesel, ah o petróleo! Desde daquele século, a busca pelo “ouro negro” começou. Aí, no final daquele período veio o automóvel, e nos anos 1920 a fabricação em série inventada por Henry Ford. Desde então, o ser humano vem cultuando o petróleo, e os magnatas desse líquido, extraído do solo do nosso planeta, começaram a controlar o mundo, ganhando “amiguinhos” das indústrias farmacêuticas, armamentistas (praticamente são os mesmos do ramo petrolífero, que depois investiram na grande imprensa, e por aí vai), a grande aldeia global foi criada.

Lembro bem do meu tio-avô, Constantin Koutishian, quando veio nos visitar em 1973. “Cada idioma falado equivale a um homem, então quanto mais línguas você falar, mais homens será!” ou “O mundo é governado por 1/2 dúzia de famílias”, dizia ele. Frases que nunca mais saíram da minha cabeça e que foram constatadas alguns anos depois.

Hoje, a meia dúzia deve ter virado umas 50. A roda precisa ser aberta, ainda mais depois que o planeta cresceu, e mais “zeladores” foram necessários. Fico rindo quando dizem que o presidente dos EUA é o homem mais poderoso do mundo. Mas, e quem está por trás dele, o que é? Aqui, no país do Zé Carioca, a presidente é um simples fantoche que finge brincar num play ground de ciranda-cirandinha, pega-pega, esconde-esconde, banco imobiliário e escravos de jó. Não manda nada sem o aval dos poderosos, que controlam o país.

Vejo os políticos como meras criancinhas, brincando também de bate-bate em busca da maior quantidade possível de figurinhas e bolinhas de gude. Um dia esse saco vai estourar e as bolinhas vão cair no chão, sendo motivo de um tombo que não os fará mais levantar. O real sentido da vida ainda será entendido.

A motivação em escrever este post veio na manhã de hoje,  quando dei uma olhada nos cadernos automotivos do Estadão e vi a matéria sobre o Prius, o carro híbrido da Toyota, o qual tive a oportunidade em dirigir na viagem aos EUA em julho deste ano, carro fantástico. Rodei 3 mil milhas e gastei US$ 220 de combústivel. Com lançamento previsto para 2012 no Brasil, o preço dele deve ser de R$ 120 mil contra os R$ 50 mil que custa nos EUA.

Se tivéssemos, eu disse “se”, um governo envolto com o tema da sustentabilidade, desenvolvimento ambiental e da qualidade de vida dos seus cidadãos, trataria de isentar os tributos desse tipo de veículo, incentivaria, pelo menos, que todos os taxistas do país utilizassem o carrinho híbrido, diminuindo consideravelmente o custo da bandeirada, a diminuição da poluição, a valorização da vida… Mas, estamos falando de uma utopia, náo?

Enquanto os seres que governam esse planeta conduzem os cidadãos ao consumo desenfreado e irracional, este planeta estará caminhando para a aniquililação deles. E isso não é uma utopia…

Advertisements
  • Posted in: Sem categoria

1 Comentário

  1. chris kokubo

    peter, vc viu o sistema de compartilhamento de carro que os parisienses colocaram em prática? já tinham sido precursores do uso coletivo de bike, na vanguarda do movimento que tomou londres, montreal, nova york, até buenos aires e santiago antes de são paulo. até no rio já tem. agora são os parisiens encore une fois com os carros. se vc falasse isso sem o exemplo real, ia parecer utopia. mas não é, é realidade. precisamos trazê-la para o brasil!
    http://cbn.globoradio.globo.com/comentaristas/gilberto-dimenstein/2011/12/07/PARIS-INAUGURA-SISTEMA-DE-COMPARTILHAMENTO-DE-CARROS-ELETRICOS.htm

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: